Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[17/08/2018]
"Dieta paleolítica" encurta vida, diz estudo

[15/08/2018]
Como repolho, couve e brócolis ajudam a impedir o surgimento de câncer
Pesquisa mostra como substâncias presentes em determinados legumes e verduras podem ajudar a prevenir a doença.
[13/08/2018]
Dificuldades para emagrecer? Podem ser bactérias no seu intestino
Após comparar os dois grupos, os pesquisadores notaram que o intestino da turma que secou alguns quilinhos era povoado com bactérias do tipo Phascolarctobacteri
[10/08/2018]
Cientistas brasileiros criam programa para diagnosticar esquizofrenia
e transtorno bipolar através do relato de sonhos

+ mais   
Notícias

HPV afeta praticamente metade dos jovens brasileiros


30/11/2017


Em uma pesquisa feita pelo Ministério da Saúde em todas as capitais brasileiras e no Distrito Federal, aproximadamente 54,6% dos brasileiros entre 16 e 25 anos estão contaminados com o papilomavírus humano (HPV), segundo dados divulgados nesta semana.

Ao total, foram entrevistados cerca de 7.586 usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), mas só 2.669 passaram por testes para detectar a presença do vírus. Do total de casos confirmados, aproximadamente 38% das pessoas registraram um dos tipos mais perigosos de HPV, capaz de causar câncer. Quase a metade dos entrevistados declaram que estão em uma união estável: 41,9% disseram estar namorando e 33,1% casados ou morando com o companheiro. Já a idade média do início da vida sexualmente ativa, variou de 15,3 anos para mulheres e 15 anos para os homens. As capitais que registraram maior incidência do HPV foram: Salvador (71,9%), Palmas (61,8%) e Cuiabá (61,5%), já a capital com menos incidência foi Recife com 41,2%.

Devido ao caráter silencioso da doença, a maioria dos portadores não faz nem ideia do que carrega o virus dentro do corpo. Somente 5% dos contaminados costumam sofrer efeitos diretos da ação do vírus, apresentando a formação de verrugas na região genital, boca e garganta. Ocasionalmente, as alterações são internas, como as lesões no colo do útero nas mulheres, detectáveis apenas em exames de laboratoriais.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), existe cerca de 150 tipos de HPV diferentes. Das 13 variedades de HPV consideradas oncogênicas (causadoras de tumor), os tipos 16 e 18 são os mais comuns, estima-se que estejam presentes em 70% dos casos de câncer do colo do útero. A ocorrência desse tipo de câncer é de cerca de 500 mil casos todos ano.

A forma mais eficaz de prevenção é a contra o HPV, disponibilizada pelo SUS no Brasil desde 2014. Capaz de proteger contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do vírus, ela pode diminuir em até 98% a incidência de verrugas e outras doenças. O foco do oferecimento são as meninas entre 9 e 14 anos e meninos entre 11 e 13, além de portadores de HIV. Na rede privada, porém, pessoas de outras faixas etárias também podem ser vacinadas.

Fonte: DM



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato