Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[10/12/2018]
A epidemia de peste que quase dizimou a humanidade 5 mil anos atrás
Descoberta de cientistas franceses, suecos e dinamarqueses traz indícios de que uma cepa ancestral da mesma bactéria da peste bubônica já causava mortes
[06/12/2018]
Febre amarela: Com baixa procura por vacinação, verão traz risco de novo surto
Estação mais quente aumenta risco de transmissão - por isso, a vacinação preventiva é fundamental. Atualmente, apenas 50% dos brasileiros estão protegidos
[05/12/2018]
Teste experimental permite detectar câncer em 10 minutos
De acordo com os pesquisadores, o teste teve precisão de 89%, ou seja, acertou a presença de células cancerígenas em 89 de cada 100 casos
[30/11/2018]
Sarampo volta a ameaçar com onda de hesitação em relação à vacina, alerta OMS
Em 2017 houve um aumento alarmante de 30% no número de casos da doença, que causou 110 mil mortes.

+ mais   
Notícias

Conheça as doenças que podem se manifestar pela boca


11/04/2018


Quando falamos sobre a saúde da boca, em primeiro lugar lembramos de cáries, implantes, gengivite entre outros incômodos ligados aos problemas bucais comuns. O que pouca gente sabe é que diversos sintomas surgem na cavidade oral e indicam a presença de algumas patologias que podem ser ou não graves, e por isso não devem ser ignorados.

Segundo explica o gastroenterologista do Hapvida Saúde, João Paulo Cândido Barbosa, é muito comum o surgimento de alterações inflamatórias ou infecciosas na boca, além de doenças sistêmicas que apresentam lesões como aftas, glossites e úlceras. As doenças mais comuns que podem se manifestar por meio da boca são: aids, sífilis, diabetes, anemia, refluxo gastroesofágico, câncer de boca e doenças autoimunes, como, por exemplo, lúpus, diz.

Confundir feridas com aftas pode ser frequente, mas o especialista faz o alerta para que o indivíduo saiba identificar quando há algo de errado, notando reincidência e permanência de mudanças. Lesões que não cicatrizam em duas semanas associados ou não à perda de peso, dor, sangramento e aparição de linfonodos palpáveis devem ser consideradas suspeitas, explica Barbosa.

O médico esclarece também as diferenças entre doenças infecciosas, autoimunes e tumorais. As autoimunes provocam inflamações de outros órgãos, como, por exemplo, artrite, lesões na pele ao se expor à luz solar, doenças cardiovasculares entre outras. No caso das infecciosas, os sintomas são febre, adinamia (fraqueza muscular) e geralmente prejudicam mais de um órgão.

Já as tumorais, apresentam-se inicialmente no local da lesão e podem se espalhar nos casos de doença neoplásica avançada, o câncer. A distinção entre os tipos, muitas vezes, acontece com a ajuda do procedimento de biópsia no local afetado, explica.

O autoexame na cavidade bucal ajuda a identificar alterações de origens duvidosas que sinalizam a necessidade de procurar um apoio médico imediato para receber o diagnóstico e tratamento adequados. Além disso, o autoexame também auxilia na detecção precoce de um tumor, conclui.

Fonte: SEGS



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato