Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[06/12/2018]
Febre amarela: Com baixa procura por vacinação, verão traz risco de novo surto
Estação mais quente aumenta risco de transmissão - por isso, a vacinação preventiva é fundamental. Atualmente, apenas 50% dos brasileiros estão protegidos
[05/12/2018]
Teste experimental permite detectar câncer em 10 minutos
De acordo com os pesquisadores, o teste teve precisão de 89%, ou seja, acertou a presença de células cancerígenas em 89 de cada 100 casos
[30/11/2018]
Sarampo volta a ameaçar com onda de hesitação em relação à vacina, alerta OMS
Em 2017 houve um aumento alarmante de 30% no número de casos da doença, que causou 110 mil mortes.
[29/11/2018]
Febre amarela: veja contraindicações e precauções da vacina
Reumáticos, gestantes e alérgicos precisam ponderar se risco da vacina é maior do que o da doença

+ mais   
Notícias

Cientistas produzem córnea humana usando impressora 3D


01/06/2018


Um experimento realizado na Universidade Newcastle, no Reino Unido, traz esperança para 10 milhões de pessoas em todo o mundo que esperam por uma doação de córneas para não perderem a visão. Com células estromais retiradas da córnea de um doador saudável, cientistas criaram uma mistura com alginato e colágeno que pode ser utilizada como tinta em impressoras 3D. Em menos de dez minutos, a córnea fica pronta.

— Muitos pesquisadores em todo o mundo estavam perseguindo a tinta biológica ideal para tornar este processo possível — afirmou Che Connon, professor na Newscastle que liderou o estudo publicado nesta quarta-feira na revista Experimental Eye Research. — Nosso gel mantém as células vivas enquanto produz um material que é duro o suficiente para manter a forma, mas macio o suficiente para ser espremido no bico de uma impressora 3D.


Trata-se apenas da demonstração da tecnologia, sem qualquer teste clínico ou em animais, mas com potencial para a produção indefinida de córneas, solucionando o problema global da falta de doadores. Além das 10 milhões de pessoas em filas de transplantes, existem no mundo cerca de 5 milhões de pessoas cegas por problemas na córnea.

Além da oferta indefinida, a técnica tem a vantagem de permitir a produção de córneas individualizadas, seguindo as medidas exatas dos olhos dos pacientes. Por escaneamento tridimensional, os médicos são capazes de medir de forma exata o tamanho e o formato da córnea a ser impressa.

— Nossas córneas impressas em 3D agora terão que passar por testes e ainda faltam alguns anos antes de estarmos em posição de usá-las para transplantes — disse Connon. — Entretanto, nós demonstramos que é possível imprimir córneas usando coordenadas retiradas dos olhos do paciente e que esta abordagem tem potencial para combater a falta global de doadores.

Fonte:iBahia



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato