Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[06/06/2018]
Tratamento experimental curou câncer de mama em estágio avançado
O câncer, que já tinha se espalhado pelo corpo, foi derrotado pelas células da própria paciente – que foram colhidas, selecionadas, multiplicadas e reinjetadas
[04/06/2018]
Um em cada 4 adultos é sedentário, diz Organização Mundial da Saúde
OMS lança compromisso para diminuir falta de atividade física no mundo em 15% até 2030. Inatividade onera assistência em US$ 54 bilhões anuais, diz entidade.
[01/06/2018]
Cientistas produzem córnea humana usando impressora 3D
Trata-se apenas da demonstração da tecnologia, sem qualquer teste clínico ou em animais, mas com potencial para a produção indefinida de córneas
[25/05/2018]
Saiba qual a real gravidade do ebola e a chance do vírus chegar ao Brasil
Doença é altamente contagiosa sendo transmitida, inclusive, após a morte da pessoa infectada; República Democrática do Congo passa por epidemia

+ mais   
Dicas

Pressão baixa ou hipotensão


22/08/2012


A pressão baixa, ou hipotensão arterial, é a redução da taxa normal de pressão nas artérias, força necessária para que o sangue chegue aos tecidos. Essa pressão varia entre o momento da batida do coração e o momento em que esse músculo relaxa. Quando fica abaixo de 100 por 70 mmHg (ou milímetros de mercúrio), ou 10 por 7 (como dito em linguagem corrente) ela é considerada baixa. Entre os principais sintomas estão o cansaço e a sensação de vista escura quando a pessoa se levanta rápido.

Em algumas situações de doenças mais graves, podem ocorrer quedas de pressão significativas que provocam manifestações, inclusive a morte.

A situação de pressão baixa mais grave é denominada de choque, que acontece quando a pressão do sangue nas artérias é insuficiente para manter a irrigação dos tecidos. É o que pode acontecer em:


Reações alérgicas a medicamentos.

Hemorragias externas profusas (abundantes).

Picadas de insetos.

Intoxicações severas.

Doenças da glândula suprarrenal.

Traumatismos.

Desidratação.

Queimaduras extensas e profundas.

Envenenamentos.

Algumas doenças do coração, agudas ou crônicas.

Moléstias agudas dos pulmões, tanto dos seus vasos quanto em infecções severas.

São situações clínicas graves e alarmantes, acompanhadas de outros sintomas, tais como: dores, suores abundantes, aceleração dos batimentos cardíacos, perdas de consciência, parada do funcionamento dos rins, etc.

Nestas doenças, os sintomas dominantes são as manifestações decorrentes destas enfermidades, e a pressão baixa é um achado do exame clínico que ajuda o médico a fazer o diagnóstico. Estes pacientes, de um modo geral, nem se dão conta de que sua a pressão arterial caiu. O acompanhamento médico é fundamental para o controle deste male. Caso sua pressão esteja baixa, procure um médico.



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato