Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[06/12/2018]
Febre amarela: Com baixa procura por vacinação, verão traz risco de novo surto
Estação mais quente aumenta risco de transmissão - por isso, a vacinação preventiva é fundamental. Atualmente, apenas 50% dos brasileiros estão protegidos
[05/12/2018]
Teste experimental permite detectar câncer em 10 minutos
De acordo com os pesquisadores, o teste teve precisão de 89%, ou seja, acertou a presença de células cancerígenas em 89 de cada 100 casos
[30/11/2018]
Sarampo volta a ameaçar com onda de hesitação em relação à vacina, alerta OMS
Em 2017 houve um aumento alarmante de 30% no número de casos da doença, que causou 110 mil mortes.
[29/11/2018]
Febre amarela: veja contraindicações e precauções da vacina
Reumáticos, gestantes e alérgicos precisam ponderar se risco da vacina é maior do que o da doença

+ mais   
Dicas

4 dicas para o cuidado com as crianças no verão


18/01/2017


O uso de protetores e bloqueadores é imprescindível, bem como roupas frescas que facilitem a transpiração e protejam do sol | Crédito: Shutterstock
O verão é a época do ano mais esperada pela garotada. Férias, viagens, praia, sol e muito calor. No entanto, é a época em que os pais devem ter um cuidado ainda mais redobrado com a saúde de seus filhos.

O coordenador da UTI Pediátrica do Grupo Hospitalar Vidas, Dr. Luís Aurélio de Oliveira, listou algumas dicas sobre as precauções a serem tomadas no cuidado com as crianças no calor:

1) A concentração de água no corpo dos mais jovens é bem maior que a de um adulto, e por isso, é altamente necessário, além da ingestão de líquidos, uma alimentação leve, fresca e de fácil digestão.

2) A pele das crianças também é bem mais fina que a dos adultos, e sua exposição exagerada ao sol pode causar queimaduras e complicações pela pele. Portanto, o uso de protetores e bloqueadores é imprescindível, bem como roupas frescas que facilitem a transpiração e protejam do sol.

3) Deixar a casa arejada no calor é indispensável, porém, é importante ficar atento aos insetos transmissores de doenças como a dengue e a chikungunya. Uma saída para se proteger, é o uso de mosquiteiros nas janelas e repelentes pela casa e pelo corpo.

4) Outra opção para refrescar os ambientes é o ar condicionado, mas é essencial o uso responsável e moderado. É importantíssimo que o aparelho esteja em boas condições de limpeza e funcionamento, para evitar doenças respiratórias e outras complicações.

Fonte: Máxima



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato