Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[06/12/2018]
Febre amarela: Com baixa procura por vacinação, verão traz risco de novo surto
Estação mais quente aumenta risco de transmissão - por isso, a vacinação preventiva é fundamental. Atualmente, apenas 50% dos brasileiros estão protegidos
[05/12/2018]
Teste experimental permite detectar câncer em 10 minutos
De acordo com os pesquisadores, o teste teve precisão de 89%, ou seja, acertou a presença de células cancerígenas em 89 de cada 100 casos
[30/11/2018]
Sarampo volta a ameaçar com onda de hesitação em relação à vacina, alerta OMS
Em 2017 houve um aumento alarmante de 30% no número de casos da doença, que causou 110 mil mortes.
[29/11/2018]
Febre amarela: veja contraindicações e precauções da vacina
Reumáticos, gestantes e alérgicos precisam ponderar se risco da vacina é maior do que o da doença

+ mais   
Dicas

A acupuntura é benéfica e acalma os bebês


27/01/2017


Um estudo publicado na revista Acupuncture in Medicine sugere que sessões de acupuntura são benéficas quando realizadas em bebês que sofrem de cólicas e que, por essa razão, choram muito.

A investigação conduzida pelo Departamento de Ciências da Saúde da Universidade de Lund, na Suécia, prova que a técnica da medicina tradicional chinesa reduz as dores, melhora a função gastrointestinal e acalma as crianças.

Para a elaboração do estudo foi analisado o comportamento de 147 bebês entre as duas e as oito semanas divididas em três grupos. O primeiro grupo consultou o centro de saúde em função do choro dos bebês motivado por cólicas, o segundo grupo recebeu um tratamento de acupuntura de baixa intensidade (estimulação com agulhas de dois a cinco segundo sobre os dedos polegar e indicador) e o terceiro recebeu um tratamento de acupuntura de maior intensidade (estimulação de 30 segundos sobre cinco pontos das mãos e pernas).

Ao longo de duas semanas, foram registados os momentos de choro de cada um dos bebês. O que se constatou é que o grupo de crianças que recorreu à medicina convencional teve períodos de choro mais frequentes e prolongados do que os restantes dois grupos.

Por sua vez, os bebês que foram submetidos a tratamentos de acupuntura tiveram uma recuperação mais rápida e choraram menos, comprovando os benefícios da prática. Entre os dois grupos que receberam acupuntura de diferentes intensidades, não há diferenças substanciais a assinalar.

Sobre a investigação da Universidade de Lund é de referir ainda que, no geral, as crianças toleraram bem o tratamento. Os bebês que estavam a dormir raramente acordavam e, dos 388 que receberam o tratamento com agulhas, 200 não choraram. Entre os que choraram, só 31 o fizeram por um período de mais de um minuto e só 15 tiveram um pequeno sangramento resultante das picadas.

FONTE: Notícias ao Minuto



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato