Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[10/12/2018]
A epidemia de peste que quase dizimou a humanidade 5 mil anos atrás
Descoberta de cientistas franceses, suecos e dinamarqueses traz indícios de que uma cepa ancestral da mesma bactéria da peste bubônica já causava mortes
[06/12/2018]
Febre amarela: Com baixa procura por vacinação, verão traz risco de novo surto
Estação mais quente aumenta risco de transmissão - por isso, a vacinação preventiva é fundamental. Atualmente, apenas 50% dos brasileiros estão protegidos
[05/12/2018]
Teste experimental permite detectar câncer em 10 minutos
De acordo com os pesquisadores, o teste teve precisão de 89%, ou seja, acertou a presença de células cancerígenas em 89 de cada 100 casos
[30/11/2018]
Sarampo volta a ameaçar com onda de hesitação em relação à vacina, alerta OMS
Em 2017 houve um aumento alarmante de 30% no número de casos da doença, que causou 110 mil mortes.

+ mais   
Dicas

Cuidado com os pés dos diabéticos


17/09/2010


Mais de 120 milhões de pessoas no mundo sofrem de diabetes e muitos apresentam ulceras nos pés, o que pode eventualmente incorrer em amputação.

Para prevenir que um simples machucado ou uma unha encravada se transforme num problema maior, siga essas orientações e cuidados com os pés, necessários pra a prevenção de complicações mais sérias.

1. Não fume. O tabagismo piora a circulação nas pernas e pés.
2. Observe diariamente seus pés, procurando algum machucado. Se não conseguir use um espelho ou peça ajuda da família.
3. Mantenha os pés sempre limpos e hidratados. Enxugue bem entre os dedos. Trate adequadamente micoses nas unhas.
4. Use calçados adequados, que não apertem e não machuquem os pés.
5. Nunca ande descalço.
6. Examine sempre os sapatos antes de calçá-los.
7. Não corte as unhas sem orientação adequada e nunca cutuque as cutículas. Procure assistência de um especialista.
8. Aparecendo alguma lesão nos pés procure logo seu médico.
9. Evite usar água quente ou gelo por tempo prolongado, principalmente se existe diminuição da sensibilidade. Evite queimaduras.



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato