Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[20/07/2018]
Sete casos de sarampo são confirmados no Estado
Todos os episódios têm ligação com a Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde foi registrado o primeiro caso da doença
[16/07/2018]
Doença sexualmente transmissível pouco conhecida se alastra e alarma médicos
Infecção bacteriana mycoplasma genitalium causa dores, secreções e, no caso das mulheres, pode levar à infertilidade
[06/06/2018]
Tratamento experimental curou câncer de mama em estágio avançado
O câncer, que já tinha se espalhado pelo corpo, foi derrotado pelas células da própria paciente – que foram colhidas, selecionadas, multiplicadas e reinjetadas
[04/06/2018]
Um em cada 4 adultos é sedentário, diz Organização Mundial da Saúde
OMS lança compromisso para diminuir falta de atividade física no mundo em 15% até 2030. Inatividade onera assistência em US$ 54 bilhões anuais, diz entidade.

+ mais   


Menos açúcar para as crianças


26/08/2016


Para a Associação Americana do Coração, o consumo entre os pequenos deve ser de até 6 colheres de chá por dia

Segundo a Associação Americana do Coração (AHA, na sigla em inglês), o consumo diário de açúcar entre crianças e adolescentes de 2 a 18 anos deve ser de, no máximo, 25 gramas por dia – isso dá cerca de 6 colheres de sopa. O número foi cravado após uma análise de estudos anteriores sobre o efeito da substância na saúde dos pequenos. Para os menores de 2 anos, vale lembrar, a entidade recomenda zero açúcar, até porque isso pode reduzir a preferência por comidas nada saudáveis mais tarde.

Mas atenção: a indicação não tem a ver com o açúcar presente nos alimentos naturais, como frutas e leite. O que os experts querem evitar é o exagero em relação ao açúcar adicionado, aquele que faz parte da fórmula de refrigerantes, bolachas, sucos industrializados e outros itens superatraentes para a criançada.

A AHA explicou que esse açúcar é um baita perigo porque pode levar ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares, já que aumenta o risco de obesidade, hipertensão e diabete do tipo 2. Além disso, os autores do documento lembraram que a turminha que se empanturra de alimentos cheio de açúcar adicionado tende a comer menos itens saudáveis, como frutas, legumes, verduras e grãos.

Segundo a entidade, bebidas como refrigerante estão entre os maiores fornecedores do ingrediente doce. Para ter ideia, eles informam que uma única latinha (350 ml) de refri de cola tem cerca de 9 colheres de chá de açúcar. É muita coisa – inclusive, já bate a meta estipulada pela AHA. E os cientistas ainda não sabem se os adoçantes seriam bons substitutos. Logo, ainda não há orientações nesse sentido.


Fonte: MdeMulher



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato