Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[18/01/2019]
Cientistas desenvolvem molécula que pode tratar insuficiência cardíaca
A Samba foi desenvolvida por pesquisadores da USP nos últimos dez anos, e o teste em ratos se mostrou promissor para ajudar pacientes que sofrem da doença.
[15/01/2019]
Dorme menos de 6 horas por noite?
Estudo indica que você tem mais chances de ter problemas de saúde
[10/01/2019]
É arriscado beijar bebês recém-nascidos?
Veja que cuidados tomar na hora da visita
[09/01/2019]
Exercícios impedem avanço do Alzheimer


+ mais   


Você sabe para que serve a arnica?


31/08/2016


É na raiz e nas flores dessa erva que moram seus compostos benéficos

É raro encontrar quem nunca ouviu falar da pomadinha de arnica para tratar um machucado, principalmente aqueles que deixam belas manchas roxas. A fama remonta aos tempos das nossas avós e já ganhou comprovação científica: a arnica funciona mesmo como um santo remédio nesses casos. Os efeitos positivos são de autoria de uma substância chamada quercetina, responsável por aumentar a resistência dos vasos e a irrigação sanguínea. Por isso, o coágulo vai sendo removido, apagando a mancha roxa. Já a inolina, componente que faz dupla com a quercetina, alivia a dor.

Só lembre-se de que a planta tem compostos tóxicos e, por isso, sua tintura não deve ser ingerida de jeito nenhum, e nem se fazem chás com suas folhas e flores. Também não pode ser aplicada sobre feridas abertas. Mais um recado: grávidas e mulheres que amamentam não podem usá-la.


• Receita para tratar contusões

Faça a seguinte tintura, que pode durar até um ano, se for armazenada corretamente: respeito a proporção de uma parte de arnica fresca, cinco partes de álcool de cereais (encontrado em farmácias) e cinco partes de água. Pique a planta e misture-a com os outros ingredientes. Deixe descansar por pelo menos 15 dias antes de usar. Deve ser diluída a 10% para uso em compressas, mas não por mais de sete dias seguidos.


Fonte: MdeMulher



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato