Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[06/06/2018]
Tratamento experimental curou câncer de mama em estágio avançado
O câncer, que já tinha se espalhado pelo corpo, foi derrotado pelas células da própria paciente – que foram colhidas, selecionadas, multiplicadas e reinjetadas
[04/06/2018]
Um em cada 4 adultos é sedentário, diz Organização Mundial da Saúde
OMS lança compromisso para diminuir falta de atividade física no mundo em 15% até 2030. Inatividade onera assistência em US$ 54 bilhões anuais, diz entidade.
[01/06/2018]
Cientistas produzem córnea humana usando impressora 3D
Trata-se apenas da demonstração da tecnologia, sem qualquer teste clínico ou em animais, mas com potencial para a produção indefinida de córneas
[25/05/2018]
Saiba qual a real gravidade do ebola e a chance do vírus chegar ao Brasil
Doença é altamente contagiosa sendo transmitida, inclusive, após a morte da pessoa infectada; República Democrática do Congo passa por epidemia

+ mais   


O que as vacinas fazem por nossa imunidade


08/09/2016


Não há nada mais certeiro quando se pensa em fortalecer as defesas do organismo

Feitas a partir de partículas do vírus ou da bactéria que causa a enfermidade — também existem versões com o agente patógeno inteiro inativado —, as vacinas têm um papel importântíssimo no fortalecimento do sistema imune. "O imunizante faz com que o sistema aprenda a responder à infecção por meio de anticorpos", detalha a pediatra Isabella Ballalai, presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações.

As agulhadas funcionam como uma espécie de simulação de emergência: caso no futuro ocorra uma invasão, as células de defesa já sabem como proceder para neutralizar o perigo. Em épocas de gripe e outras doenças infecciosas, a procura por vacinas aumenta bastante.

"O cuidado deve ser maior em gestantes, crianças, idosos e portadores de doenças crônicas, grupos com risco de ter complicações", destaca o infectologista Gilberto Turcato Júnior, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo. Mas a vacina da gripe, por exemplo, só vai ser efetiva contra a... gripe! É preciso estar com a carteirinha de vacinação atualizada para ficar protegido diante de outros bandidos microscópicos.


Fonte: MdeMulher



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato