Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[15/03/2019]
Comer cogumelos duas vezes por semana reduz risco de perda de memória
Comer cogumelos ao menos duas vezes por semana pode ajudar a prevenir problemas de memória e fala em pessoas com mais de 60 anos.
[22/02/2019]
Minicérebros criados em laboratório no Rio têm até olhos
No futuro, testes dirão se os organoides podem enxergar; estruturas devem servir para entender doenças e avaliar medicamentos
[15/02/2019]
Gonorreia: por que a doença está ficando resistente a medicamentos
Bactéria responsável pela infecção sexualmente transmissível está desenvolvendo resistência aos antibióticos existentes
[14/02/2019]
Surto de febre amarela avança para Sudeste e Sul, alerta OMS
Em comunicado emitido em Brasília, entidade amplia área de vacinação para estrangeiros e aponta para terceira onda de contaminação

+ mais   


Vacina contra zika vírus deve ser testada em humanos em dois meses


19/10/2016


Diretor da instituição se reunirá ainda esta semana com a Anvisa para discutir detalhes da aprovação

Na última segunda-feira (19/09/2016), o diretor do Instituto Butantan, Jorge Kalil, anunciou que a instituição espera, em dois meses testar em humanos a vacina contra o zika vírus. A vacina é resultado de uma parceria com um instituto americano, que utiliza um pequeno fragmento de DNA, sinteticamente produzido em laboratórios, capaz de codificar uma proteína do vírus, gerando uma resposta imunológica do organismo.

''É uma tecnologia absolutamente revolucionária, que sabemos sabe que não tem nada de infeccioso e não causa problemas para a grávida" revelou Kalil, ressaltando a importância da preocupação com gestantes que, quando infectadas, correm o risco de gerar bebês com microcefalia.

A instituição ainda terá, nesta semana, uma reunião com a Anvisa para discussão de aprovação de testes clínicos. Kalil afirmou que tanto a Anvisa quanto o Conselho Nacional de Ética em Pesquisa estão sensibilizados com a questão, reforçando a ideia de que em no máximo saia a aprovação.

O Instituto Butantan ainda trabalha no desenvolvimento de um soro contra o zika e anticorpos monoclonais para combatê-lo, para que ambos possam neutralizar o vírus no organismo da pessoa infectada. Além disso, o instituto tem em andamento um projeto de vacina do zika, junto aos americanos da Autoridade de Desenvolvimento e Pesquisa Biomédica Avançada (Barda, em inglês), órgão relacionado ao Departamento de Saúde e Serviços Humanos do governo americano (HHS).

Cientistas da instituição também já trabalham em processos de cultura, purificação e inativação do vírus em laboratório.


Fonte: Minha Vida



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato