Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[18/01/2019]
Cientistas desenvolvem molécula que pode tratar insuficiência cardíaca
A Samba foi desenvolvida por pesquisadores da USP nos últimos dez anos, e o teste em ratos se mostrou promissor para ajudar pacientes que sofrem da doença.
[15/01/2019]
Dorme menos de 6 horas por noite?
Estudo indica que você tem mais chances de ter problemas de saúde
[10/01/2019]
É arriscado beijar bebês recém-nascidos?
Veja que cuidados tomar na hora da visita
[09/01/2019]
Exercícios impedem avanço do Alzheimer


+ mais   


Dietas com gordura ou carboidrato são iguais


21/02/2018


Novas evidências publicadas nesta terça-feira (20) por cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, compararam os efeitos das dietas com a redução de carboidrato e de gordura. Os resultados estão na revista médica Journal of the American Medical Association (Jama).

Segundo os cientistas, quando se fala em perda de peso, as duas opções têm efeitos similares: levam à redução de peso de forma equivalente. Eles também tentaram responder se os níveis de insulina ou algum padrão genético específico poderia prever o sucesso de uma pessoa com uma dieta, e a resposta é negativa, apesar dos resultados ainda precisarem de mais considerações, na avaliação dos próprios cientistas.

Para o nutrólogo Hélio Osmo, os resultados do estudo são decepcionantes, principalmente no que tange à não influência da genética na escolha da dieta. O nutrólogo não esteve envolvido diretamente no estudo, mas analisou os resultados da pesquisa.

Ele afirma que uma das grandes promessas nesse campo é a nutrigenômica, área da nutrição que avalia a influência dos genes na genética. Já se mapearam genes que mostravam, por exemplo, se a pessoa tinha mais tendência a engordar com uma dieta rica em carboidrato ou rica em gordura, diz.

O que o estudo mostra é que esses achados na prática podem não fazer tanta diferença, mas eu ainda acho que essa questão precisa ser aprofundada. Acredito na nutrigenômica, diz Hélio Osmo. A pesquisa foi feita com 609 pessoas com idades entre 18 e 50 anos.

Fonte: O Tempo



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato