Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[21/01/2019]
Evolução da sífilis: quando se deve buscar ajuda
Entenda como a sífilis evolui e saiba quando procurar ajuda
[18/01/2019]
Cientistas desenvolvem molécula que pode tratar insuficiência cardíaca
A Samba foi desenvolvida por pesquisadores da USP nos últimos dez anos, e o teste em ratos se mostrou promissor para ajudar pacientes que sofrem da doença.
[15/01/2019]
Dorme menos de 6 horas por noite?
Estudo indica que você tem mais chances de ter problemas de saúde
[10/01/2019]
É arriscado beijar bebês recém-nascidos?
Veja que cuidados tomar na hora da visita

+ mais   


Tire todas as suas dúvidas sobre estresse


18/10/2012


O termo estresse vem da física e está relacionado à tensão e desgaste aos quais estão expostos os materiais. Dentro do corpo humano, o estresse é uma reação - física e mental - decorrente do desgaste proveniente de um esforço significativo. É o resultado da sobrecarga de ação e/ou contato com algum estimulo estressor. Quando ultrapassamos nosso limite, excedendo nossa capacidade, geramos estresse. E quando isso acontece nossas ações, respostas e comportamento ficam prejudicados. O rendimento fica abaixo do esperado. Com isso, o resultado é o desgaste físico e mental. Em geral o estresse ativa processos hormonais e nervosos que são comuns durante o estado de alerta.

Causas

O estresse pode ser causado devido a uma mudança brusca no estilo de vida. Quem tem que se adaptar de forma inesperada a uma nova situação acaba tendo que se adequar a muitos estímulos diferentes, com isso é comum ultrapassar os próprios limites e chegar à exaustão. A exposição a um determinado ambiente pode ser suficiente para levar uma pessoa a sentir-se angustiada ou mesmo estressada.

Mudanças em geral - de cidade, país, trabalho, e outras condições que necessitem adaptação imediata - normalmente não são prazerosas. O estresse passa a ser prejudicial quando o organismo é exposto a essas situações de tensão (estímulo estressor) de forma continuada, quase que ininterruptas, impedindo a recuperação e/ou o relaxamento após esse contato.

Sintomas

Os sintomas físicos são cansaço, mudança de peso, problemas constantes de saúde, principalmente nos órgãos mais frágeis (e cada um sabe seu histórico de saúde, e todos temos pontos que precisamos de mais atenção), esses são os primeiros a darem sinal de que as coisas não estão indo bem, dores no corpo, principalmente tensão muscular, etc.

Os sintomas mentais são distração, dificuldade de concentração e foco de atenção, baixo rendimento nas ações antes qualificadas como fáceis, falha na memória, diminuição da qualidade de sono (alteração também na quantidade de horas dormidas - para mais ou para menos), impaciência, irritabilidade, depressão, ansiedade, etc.

Fique alerta

Quando uma pessoa é exposta insistentemente a situações que para ela são consideradas estressantes e cujos sintomas persistem por um longo período, a chance de problemas de saúde aumenta drasticamente. Os mecanismos de defesa do corpo passam a não responder como antes e a qualidade dessa proteção cai. Nessa fase, a possibilidade do aparecimento de doenças é grande.

Tratamento

Psicoterapia é uma ótima ferramenta de cura, existem muitas teorias e formatos de tratamento. Escolha focar na solução de questões práticas e pontuais do que você precisa, pode ser excelente como resolução para o estresse. Programação neurolinguística , hipnose, EMDR e coaching de vida são técnicas de terapia breve com foco na solução.

Dicas

A questão principal não é o externo, mas a capacidade individual de adaptação aos fatores de mudança da vida. Por isso, o novo não é fator de estresse por si só, mas a forma como cada um é capaz de lidar como a própria vida faz toda diferença.
Não confunda ansiedade com estresse, afinal, no uso do português cotidiano é comum usar essas duas doenças como sinônimos, sendo que não são. Ansiedade é a apreensão, medo, preocupação com algo, o estresse vai alem disso.
É importante o diagnóstico correto feito por um profissional qualificado para que se estabeleça um tratamento especializado.

Se você se identificou com alguns dos sintomas descritos aqui nesse artigo sobre estresse não deixe de procurar um profissional para uma opinião sobre seu caso. Cuide da sua saúde, dê valor ao que você está sentido, fique atento à sua vida e dê toda atenção que você sabe que merece.

Fonte: www.minhavida.com.br



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato