Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[15/03/2019]
Comer cogumelos duas vezes por semana reduz risco de perda de memória
Comer cogumelos ao menos duas vezes por semana pode ajudar a prevenir problemas de memória e fala em pessoas com mais de 60 anos.
[22/02/2019]
Minicérebros criados em laboratório no Rio têm até olhos
No futuro, testes dirão se os organoides podem enxergar; estruturas devem servir para entender doenças e avaliar medicamentos
[15/02/2019]
Gonorreia: por que a doença está ficando resistente a medicamentos
Bactéria responsável pela infecção sexualmente transmissível está desenvolvendo resistência aos antibióticos existentes
[14/02/2019]
Surto de febre amarela avança para Sudeste e Sul, alerta OMS
Em comunicado emitido em Brasília, entidade amplia área de vacinação para estrangeiros e aponta para terceira onda de contaminação

+ mais   


CFM considera inaceitável teste para ver se candidato a emprego usa droga


07/11/2012


Um parecer emitido esta semana pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) considera "eticamente inaceitável" a solicitação de exames de sangue ou urina, por parte de empresas, para saber se os candidatos a uma vaga são usuários de álcool ou drogas.

O documento, apresentado pelo conselheiro Hermann von Tiesenhausen, de Minas Gerais, baseia-se em princípios da Constituição Federal, do Código Civil e do Código de Ética Médica – cujo artigo 22 diz que nenhum procedimento pode ser feito sem o prévio esclarecimento e consentimento do paciente, exceto se houver risco de morte.

Segundo o texto, "os exames exigidos pelas empresas devem ser aqueles previstos na legislação específica", para avaliar apenas a capacidade física e mental de um empregado exercer determinada função. Toda prática que ultrapassar esse limite é considerada discriminatória, de acordo com o parecer.

Além disso, o CFM considera a "fragilidade" dos exames para detectar substâncias canabinoides (como a maconha), opiáceas (como a heroína) e outras que têm seus testes toxicológicos com resultado negativo após a suspensão do uso por 3 a 30 dias.

Para os candidatos a trabalhos em áreas de risco, públicas ou privadas, o conselho orienta que o exame pré-admissional seja rigoroso, com testes específicos e análise psicológica e psiquiátrica.

Fonte: G1



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato