Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[13/11/2018]
Aplicativo de celular identifica com precisão ataques cardíacos
Pesquisadores acreditam que aplicativo poderia ajudar pessoas em países sem acesso a exames como o eletrocardiograma tradicional.
[12/11/2018]
Exame de cinco minutos pode prever o risco de demência, diz estudo
Doença estaria associada a maior pulsação arterial, que desencadearia declínio cognitivo
[07/11/2018]
Inteligência artificial consegue prever Alzheimer anos antes do diagnóstico

[05/11/2018]
O inovador implante na medula que fez homem com paralisia voltar a andar
Cientistas da Suíça desenvolveram método que estimula impulsos em medula espinhal de pacientes.

+ mais   


Incontinência urinária: mitos e verdades


28/03/2013


Campanha nacional esclarece sobre a perda involuntária de urina e garante que o problema tem tratamento eficaz

Uma em cada 25 pessoas sofrerá, ao longo da vida, com um incômo sobre o qual pouca gente fala: a incontinência urinária.

De acordo com estimativas da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), a perda involuntária de urina afeta 5% da população mundial, mas os médicos acreditam que esse número pode ser bem maior.

Constrangidos de falar sobre este problema com seus médicos, muitos deixam de buscar ajuda para uma condição que, segundo os especialistas no tema, tem tratamento.

Para aumentar a conscientização sobre a incontinência urinária a SBU acaba de lançar a campanha nacional “Segura aí” cujo objetivo é esclarecer sobre as formas de prevenção e conscientizar a população de que há tratamentos extremamente eficazes para trazer de volta o controle da urina.

O site da campanha reúne informações básicas sobre os tipos de incontinência urinária, as causas do problema e como preveni-lo. A SBU elaborou ainda uma seção com mitos e verdades sobre o problema.

Veja a seguir as explicações nove dúvidas:

1. Perder peso ajuda a melhorar a incontinência urinária?

Verdade. A obesidade é um fator de risco para o problemaa e a perda depeso pode acarretar em um melhor controle urinário.

2. Atividade física pode causar incontinência urinária?

Atividades físicas de extremo impacto (salto, ginástica olímpica, paraquedismo) podem levar algumas mulheres a desenvolver o problema. Em contrapartida, existem evidências de que atividades físicas moderadas auxiliam mulheres adultas e idosas na redução da incontinência urinária.

3. Fumar pode agravar a incontinência urinária?

Verdade. O tabagismo aumento o risco de incontinência urinária.

4. Quando tomo café é normal que as minhas perdas urinárias piorem?

Verdade. Apesar de haver diversos estudos, não existe um consenso sobre a relação entre o consumo de café e o agravamento da incontinência urinária. Entretanto é recomendado que portadores de incontinência urinária reduzam o consumo de café.



Fonte: Saúde iG



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato