Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[13/11/2018]
Aplicativo de celular identifica com precisão ataques cardíacos
Pesquisadores acreditam que aplicativo poderia ajudar pessoas em países sem acesso a exames como o eletrocardiograma tradicional.
[12/11/2018]
Exame de cinco minutos pode prever o risco de demência, diz estudo
Doença estaria associada a maior pulsação arterial, que desencadearia declínio cognitivo
[07/11/2018]
Inteligência artificial consegue prever Alzheimer anos antes do diagnóstico

[05/11/2018]
O inovador implante na medula que fez homem com paralisia voltar a andar
Cientistas da Suíça desenvolveram método que estimula impulsos em medula espinhal de pacientes.

+ mais   


19 atitudes que secam a barriga


21/08/2013


Confira estratégias certeiras para acabar com as gordurinhas concentradas na barriga e conquiste o corpo com que sempre sonhou sem demora


1. Mastigue bem os alimentos.
"Dessa maneira, você facilita a digestão e evita o inchaço da barriga", explica a nutricionista Beatriz Botéquio de Moraes, da Equilibrium Consultoria.

2. Faça seis refeições por dia.
Procure não exagerar em doces e frituras.

3. Coma devagar.
"Quem mastiga rapidamente tende a engolir o ar, o que faz a barriga inchar", avisa Beatriz.

4. Torne o seu dia a dia mais leve.
O cortisol, hormônio liberado em situações de tensão, favorece o acúmulo de gordura abdominal. Então, relaxe mais.

5. Fique de olho nos rótulos.
Observe os alimentos que contêm muita gordura trans, que estufa a barriga, e evite-os.

6. Modere no consumo de alimentos que fermentam.
Os principais são: feijão, couve-flor, brócolis e repolho.

7. Deixe os enlatados de lado.
E os embutidos também! Eles têm muito sódio e provocam retenção de líquido.

8. Não beba durante as refeições.
Esse hábito dilata o estômago. Evite ainda as bebidas com gás, que estufam a barriga.

9. Reduza o consumo de carne vermelha.
Esse alimento leva mais tempo para ser digerido.

10. Aumente a ingestão de fibras.
"Elas melhoram o funcionamento do intestino e reduzem o índice glicêmico. Isso evita a produção excessiva de insulina, hormônio que estimula o organismo a estocar gordura", explica Beatriz.

11. Beba chá branco todos os dias.
Um estudo realizado recentemente na Alemanha constatou que o consumo diário da bebida ajuda no combate à obesidade e reduz a gordura abdominal. Tome uma xícara de chá 30 minutos após o almoço e o jantar. Não adoce com açúcar.

12. Invista em ingredientes anti-inflamatórios.
Gengibre, pimenta-vermelha e chá verde, que previnem o acúmulo de gordura abdominal, são alguns deles.

13. Consuma proteínas magras.
Peito de frango e peixes são alguns exemplos. Pesquisas comprovam que um cardápio rico nesse nutriente ajuda a afinar a cintura.

14. Acrescente mostarda ao seu cardápio.
Pesquisadores britânicos adicionaram ½ colher (chá) do ingrediente nas refeições de um grupo de pessoas e comprovaram que o metabolismo delas se acelerou, colaborando principalmente para a perda de gordura abdominal.

15. Troque o óleo pelo azeite.
As gorduras monoinsaturadas, presentes nesse alimento, evitam o acúmulo de gordura na região. Mas nada de exagerar na quantidade: apenas três colheres de sopa por dia são suficientes.

16. Invista nas frutas vermelhas.
Morango, jabuticaba, melancia e uva roxa, por exemplo, são poderosíssimas no combate à gordura localizada, pois contêm na casca substâncias com ação antioxidante. Elas mantêm o sistema circulatório tinindo, melhorando a irrigação dos tecidos e ajudando a secar o abdômen. Consuma uma ou duas xícaras por dia, mas sem adicionar açúcar.

17. Tome suco de limão.
A fruta ajuda a secar as gordurinhas graças ao ácido cítrico, que acelera o metabolismo. Além disso, o limão contém pectina, substância rica em fibras solúveis que proporcionam sensação de saciedade. Mais um ponto a favor para quem não quer acumular aquelas gordurinhas irritantes na região da barriga.

18. Aposte na maçã.
Rica em vitamina C e fibras, ela auxilia no metabolismo das gorduras e no bom funcionamento do intestino. Já a pectina presente nessa fruta torna a digestão mais lenta. Resultado: você sente menos fome, come menos e, assim, afina a cintura!

19. Coma abacate.
Apesar de calórica, essa fruta é rica em gordura monoinsaturada, que ajuda a reduzir o pico de insulina (hormônio que provoca o armazenamento das calorias extras na forma de gordura localizada). Mas não exagere na dose: o ideal é comer apenas três colheres de sopa, de preferência em dias alternados da semana.



Fonte: MdeMulher



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato