Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[18/01/2019]
Cientistas desenvolvem molécula que pode tratar insuficiência cardíaca
A Samba foi desenvolvida por pesquisadores da USP nos últimos dez anos, e o teste em ratos se mostrou promissor para ajudar pacientes que sofrem da doença.
[15/01/2019]
Dorme menos de 6 horas por noite?
Estudo indica que você tem mais chances de ter problemas de saúde
[10/01/2019]
É arriscado beijar bebês recém-nascidos?
Veja que cuidados tomar na hora da visita
[09/01/2019]
Exercícios impedem avanço do Alzheimer


+ mais   


Todas as bebidas hidratam e são aliadas no verão, diz especialista


27/11/2013



Assim como o oxigênio, a água desempenha papel vital no organismo, e não se deve esperar para sentir sede para beber e manter o organismo hidratado, alerta o professor-titular de Nutrição da Universidade de São Paulo (USP) Antonio Herbert Lancha Junior. "Hidratação é muito mais do que simplesmente tomar um copo dágua. A reposição deve ser permanente", aconselha Lancha Junior.

O especialista ressaltou a importância de todas as bebidas para a hidratação do organismo, especialmente no verão e inclusive as que contêm açúcar e/ou carboidrato. "Quando consumimos um suco ou um refrigerante, por exemplo, também estamos hidratando o corpo. A glicose presente nessas bebidas vai ser incorporada ao tecido muscular e ajudará a potencializar a hidratação", explicou.

Segundo o especialista, em lactentes e crianças, a água como percentagem do peso corporal é ainda mais elevada do que no restante da população. "Nesses casos, é necessário atenção redobrada com a ingestão de líquidos", aconselhou Lancha. No caso dos lactentes, conforme orientação da Organização Mundial da Saúde, a bebida é exclusivamente o leite.

Para quem quer emagrecer, a ingestão de líquido é muito importante, porque a quebra da gordura no organismo é feita por um processo chamado hidrólise (lise=quebra; hidro=água), que depende diretamente da água. "As pessoas querem emagrecer, perder aquela gordurinha para o verão, mas não dão importância à hidratação. Ao não consumir líquido, o indivíduo limita a quebra de gordura corporal", apontou o especialista.

De acordo com Lancha Junior, a hidratação do organismo não significa que haverá quebra de "mais gordura do que sua capacidade", mas o limite de competência. "Por não se hidratar, a quebra ocorre abaixo do seu potencial", explicou.

No caso da desidratação, há influência no raciocínio, por isso a ingestão de líquido é essencial para quem desempenha atividades intelectuais em sua rotina, e não só para aqueles cujas atividades exigem esforço físico. "Se a pessoa não se hidratar ao longo do dia, aquela tarefa que era realizada com facilidade de manhã fica mais trabalhosa, ou seja, se cansa mais para fazer a mesma coisa", advertiu.


Fonte: Saúde Terra



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato