Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[18/01/2019]
Cientistas desenvolvem molécula que pode tratar insuficiência cardíaca
A Samba foi desenvolvida por pesquisadores da USP nos últimos dez anos, e o teste em ratos se mostrou promissor para ajudar pacientes que sofrem da doença.
[15/01/2019]
Dorme menos de 6 horas por noite?
Estudo indica que você tem mais chances de ter problemas de saúde
[10/01/2019]
É arriscado beijar bebês recém-nascidos?
Veja que cuidados tomar na hora da visita
[09/01/2019]
Exercícios impedem avanço do Alzheimer


+ mais   


Vença a obesidade em 2014


03/01/2014



Mudança de alimentação, exercício físico e boas noite de sono

Veja como fazer as pazes com a balança, melhorar a autoestima e diminuir o risco de doenças

Todo começo de ano a promessa é a mesma: emagrecer! Há quem a cumpra por alguns dias, até meses. Mas, via de regra, no fim do ano vem a frustração de não ter conseguido fazer as pazes com a balança.

Além da sensação de fracasso frente ao espelho, as gordurinhas podem servir de imã para doenças, como as cardiovasculares, o diabetes e até o câncer (a incidência do de mama é 28% menor em pessoas com peso ideal).

Fechar a boca não é mesmo fácil. Mas uma alimentação balanceada atrelada a outros hábitos saudáveis como a prática de exercícios físicos e noites de sono bem dormidas podem acelerar esse processo.

No caso do exercício físico, uma pesquisa da Unicamp mostrou que se movimentar aumenta a sensação de saciedade e diminui o consumo calórico em até 30%. E não precisa ser nada tão radical. A idéia é meia hora de exercício diário, pode ser uma caminhada ou um passeio de bicicleta.

Na hora de comer, é importante tanto evitar as comidas muito calóricas como reduzir a quantidade das porções e aumentar a frequência das refeições. Comer de três em três horas estimula o metabolismo. Além disso, vale apostar naqueles alimentos que estimulam a queima de gorduras, como as pimentas e o gengibre.

Emagrecer dormindo

Mas nem só de esforço deve viver quem pretende emagrecer em 2014. O descanso é fundamental. Pesquisas mostram que noites mal dormidas também afetam os níveis dos hormônios da fome, provocando uma queda nos níveis de leptina, que regula o consumo de alimentos e sinaliza quando já comemos o bastante, e o aumento do nível de grelina, que estimula o apetite e produção de gordura.

O recomendável é que todo adulto durma de sete a nove horas diárias, de preferência com uma rotina que obedeça os mesmos horários. Não adianta dormir pouco durante a semana e querer compensar no sábado e no domingo.

Bons exemplos

A partir desses parâmetros de alimentação e exercícios, é importante que cada pessoa desenvolva sua estratégia de emagrecimento. Para isso, claro, vale conferir o que já deu certo. O designer Rodrigo Cardoso, por exemplo, conseguiu perder 57 quilos em menos de um ano seguindo uma disciplina que ele mesmo desenvolveu. O advogado André Guerato ressuscitou sua paixão antiga pelo tênis, perdeu 40 quilos e, de quebra, se tornou campeão no esporte.

E então? Viu como vale a pena? Feche a boca, mova-se e tenha um 2014 mais leve!


Fonte: Saúde iG



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato