Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[15/03/2019]
Comer cogumelos duas vezes por semana reduz risco de perda de memória
Comer cogumelos ao menos duas vezes por semana pode ajudar a prevenir problemas de memória e fala em pessoas com mais de 60 anos.
[22/02/2019]
Minicérebros criados em laboratório no Rio têm até olhos
No futuro, testes dirão se os organoides podem enxergar; estruturas devem servir para entender doenças e avaliar medicamentos
[15/02/2019]
Gonorreia: por que a doença está ficando resistente a medicamentos
Bactéria responsável pela infecção sexualmente transmissível está desenvolvendo resistência aos antibióticos existentes
[14/02/2019]
Surto de febre amarela avança para Sudeste e Sul, alerta OMS
Em comunicado emitido em Brasília, entidade amplia área de vacinação para estrangeiros e aponta para terceira onda de contaminação

+ mais   


Medicamentos psiquiátricos podem ajudar no tratamento da obesidade


27/02/2014



Remédios são recomendados em algumas situações causadas pela compulsão alimentar

A relação entre obesidade e o uso de medicamentos psiquiátricos é motivo de questionamentos repetidos. Este artigo objetiva fazer esclarecimentos sobre esta temática sem ter a intenção de substituir a consulta médica presencial.

Muitos pacientes portadores de doenças mentais precisam usar medicamentos da classe dos psicofármacos, ou seja, remédios que agem no cérebro e em outras partes do corpo.

Este uso é indicado para tratar os sintomas dos transtornos mentais. Os medicamentos também são utilizados por mais um tempo quando o paciente já não apresenta sintomas, porém precisa continuar usando para prevenir a volta dos sintomas, isto é o que chamamos de fase de manutenção do tratamento.

Sobre este assunto, algumas perguntas são mais repetidas e serão respondidas.


• Por que os medicamentos psiquiátricos podem ajudar na perda de peso?

Algumas medicações psiquiátricas quando estão sendo usadas causam um efeito colateral com redução temporária, ou seja, algumas semanas, do apetite. Desta forma leva à redução do peso.

Outra situação é quando estes remédios fazem efeito de redução da compulsão alimentar, que é quando as pessoas se alimentam de forma descontrolada, ingerindo grandes quantidades de comida. Logo, quando reduzem o comportamento de se alimentarem compulsivamente reduzem peso.


• Quem são as pessoas que podem tomar esses medicamentos para reduzir o peso?

Estes remédios são indicados para portadores de transtorno da compulsão alimentar periódica. Trata-se de uma condição em que o paciente apresenta repetidamente ingestão de quantidades excessivas de alimentos, sem capacidade de controle e com consequência de baixa autoestima e sem condição de prevenir novos episódios de grandes ingestões.

Neste caso os medicamentos psiquiátricos ajudam na redução do número de episódios de compulsão, mas, infelizmente, a redução de peso é modesta, em torno de 4 quilos. No entanto, os efeitos benéficos para saúde são grandes.


• Em que situações estes medicamentos são recomendados para o emagrecimento?

Após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) ter proibido o uso de grande parte das medicações para tratamento da obesidade, há pacientes portadores de obesidade com adoecimento emocional concomitante, especialmente sintomas ansiosos e depressivos relevantes, que ao serem tratados com medicamentos para suas necessidades psíquicas acabam de forma indireta reduzindo peso.


• Quais os principais riscos de utilizar esses medicamentos para a perda de peso sem a orientação correta?

O uso de medicamentos necessariamente deve ocorrer com a orientação de médico habilitado, depois de consulta clínica completa e diagnóstico correto. O uso de medicamentos adquiridos no mercado negro coloca a vida da pessoa em risco, além das consequências jurídicas da ilegalidade.


• Quais são as interações perigosas destes medicamentos psiquiátricos?

Algumas medicações psiquiátricas que são usadas para tratamento das compulsões alimentares, como os anticonvulsivantes, podem interagir com anticoncepcionais reduzindo este efeito de proteção da gestação.


• Considerações finais

Alguns medicamentos psiquiátricos podem ser usados para redução de peso quando o paciente apresenta obesidade por causa do transtorno da compulsão alimentar periódica, adoecimento mental que prejudica controle alimentar ou que dificulta fazer atividades físicas. É importante ressaltar que não há medicação psiquiátrica para uso exclusivo na obesidade para redução de peso.


Fonte: Minha Vida



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato