Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[21/01/2019]
Evolução da sífilis: quando se deve buscar ajuda
Entenda como a sífilis evolui e saiba quando procurar ajuda
[18/01/2019]
Cientistas desenvolvem molécula que pode tratar insuficiência cardíaca
A Samba foi desenvolvida por pesquisadores da USP nos últimos dez anos, e o teste em ratos se mostrou promissor para ajudar pacientes que sofrem da doença.
[15/01/2019]
Dorme menos de 6 horas por noite?
Estudo indica que você tem mais chances de ter problemas de saúde
[10/01/2019]
É arriscado beijar bebês recém-nascidos?
Veja que cuidados tomar na hora da visita

+ mais   


Vício em comer é um problema real, segundo estudo


20/06/2014



Considerado uma desculpa para quem não consegue parar de comer e engordar, o vício em comer pode ser um problema de verdade

É comum achar que as pessoas que não conseguem se controlar e comem a toda hora fazem isso por não terem força de vontade, e usam como desculpa um possível vício. No entanto, segundo estudos recentes, o problema pode ser verdade. As informações são do Daily Mail.

Os pesquisadores descobriram que mulheres acima do peso são instintivamente mais estimuladas por imagens de comida e têm, de fato, menos força de vontade.

Claus Voegele, professor de psicologica da Universidade de Luxemburgo, disse que "todos os vícios são similares no sentido de o paciente desejar aquele sentimento bom recebido pelos neurotransmissores, criado quando se come, joga, fuma, fazem sexo ou se drogam".

Os testes foram feitos com mulheres 3 horas depois de comerem ou imediatamente após terem feito uma refeição. Algumas imagens apareciam aleatoriamente na tela do computador, de comidas e objetos, e elas deveriam simplesmente clicar nas imagens o mais rápido possível.

Constatou-se que as voluntárias com problemas de peso eram mais devagares. Muitas delas disse que o teste deu vontade de comer, não importando há quanto tempo elas estivessem sem comer.

"Isso sugere que algumas pessoas têm uma predisposição psicológica ou até instintiva a beliscar", disse o professor.


Fonte: Saúde Terra



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato