Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[13/11/2018]
Aplicativo de celular identifica com precisão ataques cardíacos
Pesquisadores acreditam que aplicativo poderia ajudar pessoas em países sem acesso a exames como o eletrocardiograma tradicional.
[12/11/2018]
Exame de cinco minutos pode prever o risco de demência, diz estudo
Doença estaria associada a maior pulsação arterial, que desencadearia declínio cognitivo
[07/11/2018]
Inteligência artificial consegue prever Alzheimer anos antes do diagnóstico

[05/11/2018]
O inovador implante na medula que fez homem com paralisia voltar a andar
Cientistas da Suíça desenvolveram método que estimula impulsos em medula espinhal de pacientes.

+ mais   


Médica explica doença de Sonnen e diz: "Não deve ser considerado doping"


03/07/2012


Chael Sonnen é alvo de uma grande polêmica por conta do uso de testosterona. O lutador já foi suspenso uma vez por seis meses, após a primeira luta contra Anderson Silva, em 2010, porque seus exames acusaram um nível da substância muito acima do permitido. Desta vez, sob a alegação de que sofre de hipogonadismo, condição em que o organismo não produz testosterona suficiente, ele teve permissão concedida há mais de um mês para fazer uso terapêutico da substância na preparação para o UFC 148. Para se defender, Sonnen afirmou que, se não ingerir testosterona, pode até morrer. O SPORTV.COM procurou uma especialista para explicar melhor o caso. Pelas palavras da endocrinologista Luciana Spina, o americano não estava exagerando e nem está se dopando. Se ele deixar de lado o tratamento, estará mesmo sujeito a ter problemas de saúde, que poderiam acarretar em complicações e, consequentemente, na morte:

- O hipogonadismo pode trazer alguns riscos para o indivíduo, como o aumento do risco cardiovascular e a osteoporose (fraqueza nos ossos). Em todos os casos de hipogonadismo está indicada a reposição de testosterona em doses fisiológicas, que irão normalizar a concentração desse hormônio no sangue. Ao meu ver, neste caso, o uso da testosterona não deve ser considerado como anabolizante ou doping - disse a médica.
Home Combate: leia mais notícias
e saiba tudo sobre o mundo do MMA
A falta de testosterona no organismo causa ainda outros problemas, de acordo com Luciana Spina. E a maioria deles gera desconforto e até vergonha por parte dos pacientes, que evitam falar sobre o assunto.
- No hipogonadismo pode haver atrofia testicular e diminuição expressiva da produção de testosterona, que acarreta em infertilidade, diminuição da libido, impotência sexual, falta de disposição física, cansaço, depressão, queda de pêlos corporais, entre outros sintomas - disse.
O médico americano Johnny Benjamin, especialista em ortopedia espinhal, havia afirmado que a doença de Sonnen foi causada pelo uso excessivo de esteroides anabolizantes no passado. Ele acredita que o lutador "viciou" seu organismo em testosterona e, quando parou com o processo, não conseguiu mais produzir a substância na quantidade adequada. Por isso, segundo o médico, Sonnen precisa fazer uso terapêutico de testosterona atualmente. A hipótese é considerada pela endocrinologista Luciana Spina:
- O hipogonadismo primário se caracteriza pela deficiência de produção do hormônio masculino testosterona pelas glândulas testiculares. A deficiência de testosterona pode ser causada de diversas maneiras, como por exemplo a lesão testicular por traumas, e a atrofia testicular causada pelo uso de anabolizantes.
O esperado confronto entre Anderson Silva e Chael Sonnen ocorre neste sábado, em Las Vegas, na atração principal do UFC 148. O evento terá transmissão do canal Combate e da TV Globo. O SPORTV.COM vai acompanhar em Tempo Real, na íntegra.

Fonte: www.sportv.globo.com



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato