Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[15/03/2019]
Comer cogumelos duas vezes por semana reduz risco de perda de memória
Comer cogumelos ao menos duas vezes por semana pode ajudar a prevenir problemas de memória e fala em pessoas com mais de 60 anos.
[22/02/2019]
Minicérebros criados em laboratório no Rio têm até olhos
No futuro, testes dirão se os organoides podem enxergar; estruturas devem servir para entender doenças e avaliar medicamentos
[15/02/2019]
Gonorreia: por que a doença está ficando resistente a medicamentos
Bactéria responsável pela infecção sexualmente transmissível está desenvolvendo resistência aos antibióticos existentes
[14/02/2019]
Surto de febre amarela avança para Sudeste e Sul, alerta OMS
Em comunicado emitido em Brasília, entidade amplia área de vacinação para estrangeiros e aponta para terceira onda de contaminação

+ mais   


Proteja-se da chikungunya, a nova dengue.


08/01/2015



A febre transmitida pelos mesmos mosquitos da doença que aparece no verão pode ser evitada de maneiras simples. Conheça os sintomas, o tratamento e fique de olho na chikungunya!

O mesmo mosquito pode transmitir uma nova doença, fique de olho!

A febre chikungunya, transmitida pelos mesmos mosquitos que transmitem a dengue, chegou ao país em 2010 e tem feito cada vez mais vítimas. Nos últimos meses, o número de infectados pela "nova dengue" ou "prima da dengue" passou de 800. Os estados mais afetados são Bahia e Amapá, mas o Ministério da Saúde se prepara para o aumento de casos em todo o país no verão. Saiba como proteger sua família:


Como se pega a febre chikungunya?

"A chikungunya é transmitida pela picada de mosquitos contaminados", explica Cristiane da Cruz Lamas, diretora da Sociedade Brasileira de Infectologia. Assim como a dengue, duas espécies podem transmiti-la: o Aedes aegypti, tipo mais comum nas cidades, e o Aedes albopictus, encontrado em regiões de mata.
Quais são os sintomas?

Febre, sensação de cansaço, dor nas articulações e, em alguns casos, vermelhidão na pele. "O quadro inicial pode ser confundido com uma gripe ou com a própria dengue", alerta a especialista.


Quanto tempo a doença dura?

Em geral, de sete a dez dias, mas a dor nas articulações pode levar meses para passar. Nesse caso, é tratada como artrite crônica. E não há nada que se possa fazer para evitar o tormento: "É uma reação que varia de corpo para corpo", diz a infectologista. Apesar disso, a chikungunya provoca menos mortes que a dengue, pois não há risco de hemorragias.


Como é o tratamento?

O tratamento apenas alivia a febre e as dores. "Não tome analgésicos e anti-inflamatórios por conta própria. Eles podem causar hemorragias se for um quadro de dengue. Como as duas doenças são parecidas no começo, a confusão é comum", afirma a especialista.
Prevenção em dose dupla


Mantenha os mosquitos longe de casa e fique livre da dengue e da chikungunya:

. Não acumule água em pneus, vasos ou garrafas.

. Certifique-se de que a caixa-d’água está tampada.

. Tem piscina em casa? Faça a manutenção necessária.

. Não jogue lixo na rua. Isso evita enchentes e a formação de poças de água.

. Quando estiver em um local com muitos mosquitos, use bastante repelente.

. Procure colocar telas nas janelas de casa.



Fonte: MdeMulher



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato