Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[13/11/2018]
Aplicativo de celular identifica com precisão ataques cardíacos
Pesquisadores acreditam que aplicativo poderia ajudar pessoas em países sem acesso a exames como o eletrocardiograma tradicional.
[12/11/2018]
Exame de cinco minutos pode prever o risco de demência, diz estudo
Doença estaria associada a maior pulsação arterial, que desencadearia declínio cognitivo
[07/11/2018]
Inteligência artificial consegue prever Alzheimer anos antes do diagnóstico

[05/11/2018]
O inovador implante na medula que fez homem com paralisia voltar a andar
Cientistas da Suíça desenvolveram método que estimula impulsos em medula espinhal de pacientes.

+ mais   


Acerte na escolha dos óculos de sol e proteja sua saúde


09/01/2015



Bloqueio contra raios UV e tratamento antirreflexo deixam os olhos seguros

Considerado um acessório estético, os óculos de sol são essenciais para proteger os seus olhos contra a ação dos raios solares. "A incidência direta dos raios ultravioleta no olho humano ocasiona lesões oculares que podem resultar na perda total da visão", diz o oftalmologista Virgílio Centurion, do Instituto de Moléstias Oculares, em São Paulo. Mas não pense que o preço é garantia de qualidade - os óculos precisam atender a uma série de categorias para serem considerados ideais aos seus olhos e sua saúde. Confira aqui o que levar em conta na hora de escolher o seu óculos novo:


• Proteção UVA e UVB

"A utilização de óculos de sol cujas lentes não ofereçam proteção adequada são considerados mais perigosos do que simplesmente não usá-los", afirma o oftalmologista Virgílio Centurion, do Instituto de Moléstias Oculares, em São Paulo. Ele explica que nossos olhos têm mecanismos de defesa naturais, que são acionados quando entramos em contato com a luz do sol - entretanto, esse processo é inibido pela escuridão proporcionada pelas lentes. O resultado não é difícil de adivinhar: em vez de a pupila automaticamente se fechar por conta da luminosidade (quem nunca se viu obrigado a fechar os olhos quando saiu ao sol?), ela mantém dilatada por causa das lentes escuras. "A reação natural do ser humano de fechar os olhos é comprometida pela utilização dos óculos de sol, e se as lentes não protegem, os raios ultravioletas passam e afetam a retina mais severamente do que se não estivéssemos usando nada", completa.

As doenças oculares mais associadas à exposição solar são catarata e degeneração da retina. Para saber se os óculos que você comprou são adequados, verifique se ele tem o selo de proteção UVA e UVB na embalagem, lente ou etiqueta.

Os óculos de sol no Brasil hoje devem estar acompanhados de uma certificação da Associação Brasileira de Produtos e Equipamentos Ópticos (Abióptica), indicando que aquele produto oferece a proteção contra os raios solares. Isso vai garantir não só que seus óculos de sol têm proteção UVA e UVB, mas que foi analisado para outros parâmetros, como características das lentes e determinação do grau e eixo das lentes. Caso não encontre essa informação nos óculos, converse com o vendedor e peça algum tipo de manual do produto ou comprovante.


• Superfície regular

Outro ponto a ser observado na compra dos seus óculos é a superfície das lentes. "Irregularidades dessa natureza podem forçar mais a nossa visão, que, procurando a acomodação ideal, pode nos causar dor de cabeça, visão distorcida ou incômodo", afirma o oftalmologista Alfredo Trajan, do Conselho Brasileiro de Oftalmologia. Por isso, conte com o selo do Inmetro ou busque produtos que foram testados com aparelhos específicos para medir a superfície das lentes.


• Tratamento antirrisco e antirreflexo

O ideal é que a lente já venha de fábrica com tratamento antirreflexo e risco. "Lente riscada atrapalha a visão e pode causar desconforto, principalmente se for na área central", explica o oftalmologista Alfredo. O antirreflexo beneficia principalmente na hora de usar um celular ou outros aparelhos eletrônicos com tela, uma vez que essa luz incide na parte externa da lente, criando um brilho que dificulta a visão. Caso o produto que você comprou ou vai comprar não tenha esse tratamento, considere fazê-lo posteriormente em uma ótica.


• Cor adequada

A cor das lentes também está relacionada à redução de problemas como enxaquecas e fotofobia. "Cores que provoquem pouca distorção da visão e das cores do ambiente - como verde, cinza, âmbar e marrom - são as melhores indicações", explica o oftalmologista Virgílio.

Segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO), as lentes verdes são mais indicadas para os idosos por realçar o contraste da visão, enquanto as lentes cinza são mais indicadas para quem tem astigmatismo, por reduzirem o brilho sem distorção da cor. As lentes amareladas realçam a visão noturna, sendo mais indicadas para uso ao entardecer. Por fim as lentes púrpuras são recomendadas para atividades em contato com a natureza, pois ela realça o contraste do azul e do verde.

Mas fique atento: cada pessoa se adapta melhor a uma determinada cor de lente. Para alguns, as cores mais escuras podem gerar tontura ou dor de cabeça em algumas pessoas, enquanto outras se sentem mal com lentes amarelas, por exemplo. Vale testar e escolher a que lhe deixa mais confortável.


• Gradação da cor

É importante ressaltar que lentes mais claras não protegem mais ou menos do que as escuras - nesse caso, tudo depende do gosto do consumidor. Aqueles que gostam de lentes fechadas podem sentir um incômodo com as cores mais claras e vice-versa, bem como as gradações de cor que podem existir em uma única lente. Certifique-se de estar escolhendo uma lente adequada ao seu gosto, que não irá incomodar e atrapalhar sua visão ao sol.


• Adaptação dos óculos ao rosto

A proteção contra a radiação ultravioleta também deve ser observada na adaptação dos óculos ao rosto. "Deve ser dada preferência às lentes que envolvam bem os olhos ou que impeçam a penetração de luz pelas das aberturas existentes entre os óculos e a face", diz o oftalmologista Virgílio. Pessoas que fazer atividades envolvendo a exposição contínua ao sol, como corrida, devem considerar óculos maiores, que cubram bem o rosto e os olhos.


Fonte: Minha Vida



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato