Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[13/11/2018]
Aplicativo de celular identifica com precisão ataques cardíacos
Pesquisadores acreditam que aplicativo poderia ajudar pessoas em países sem acesso a exames como o eletrocardiograma tradicional.
[12/11/2018]
Exame de cinco minutos pode prever o risco de demência, diz estudo
Doença estaria associada a maior pulsação arterial, que desencadearia declínio cognitivo
[07/11/2018]
Inteligência artificial consegue prever Alzheimer anos antes do diagnóstico

[05/11/2018]
O inovador implante na medula que fez homem com paralisia voltar a andar
Cientistas da Suíça desenvolveram método que estimula impulsos em medula espinhal de pacientes.

+ mais   


POR QUE A HIGIENE DAS MÃOS É TÃO IMPORTANTE?


28/04/2015


Devido a sua importância, sempre vale reforçar recomendações para uma limpeza adequada das mãos.

Alguns dados reafirmam isso:

Mais de 80% das infecções comuns são contraídas e transmitidas pelas mãos e podem ser evitadas pela lavagem delas com água e sabão.

30 segundos é o mínimo de tempo recomendado para a lavagem das mãos.

O sabão elimina de 40 a 50% dos microorganismos presentes na pele. Os germes são retirados, porém, não destruídos.

O enxágue com água limpa elimina resíduos e restos de espuma.

Mais de 90% das infecções hospitalares poderiam ser evitadas se os envolvidos lavassem corretamente as mãos.

Nas mãos encontramos inúmeros microorganismos, podendo ser divididos em dois grupos:

Microorganismos transitórios: são aqueles que aparecem ocasionalmente na pele, podendo ser rapidamente removidos pela lavagem ou assepsia das mãos. São provenientes de terra, poeira, fezes, alimentos (principalmente os crus) e qualquer outro objeto. Como exemplo desses microorganismos, podemos citar: Escherichia coli, Salmonella e Pseudomonas.

Microorganismos residentes: são aqueles encontrados, rotineiramente, na pele da maioria das pessoas. São de remoção bastante difícil, sendo necessária a fricção vigorosa, além do uso de produtos específicos para lavagem das mãos. Exemplos desses micro-organismos: Staphylococcus aureus, Corynebacterium sp, Acinetobacter sp , Propionibacterium e alguns membros da família Enterobacteriaceae.


E aqui vai uma dica sobre a correta higienização das mãos, que inclui alguns passos:

1. Abrir a torneira (de preferência com água morna. O ideal seria abertura por pedal ou célula fotoelétrica).

2. Molhar as mãos.

3. Usar sabonete líquido inodoro.

4. Esfregar as mãos na sequência apresentada.

5. Enxaguar com água morna em abundância.

6. Secar as mãos com papel toalha branco.

7. Usar lixeiras com abertura por pedal ou célula fotoelétrica (evitar ar quente ou toalhas).

Profissionais de saúde devem, obrigatoriamente, usar sabonetes bactericidas, uma vez que a medida evita e minimiza a proliferação de diversas epidemias e endemias.

Os sabonetes bactericidas podem , e devem, ser usados em casa. É importante lembrar que temos uma flora bacteriana normal na pele, que exerce, inclusive, proteção. Portanto, nada de exageros!

Devemos lavar as mãos antes e após a ida ao sanitário, antes e após comer, antes de tocar em crianças e ao chegar em casa.

E agora que você acabou de ler este artigo, QUE TAL LAVAR AS MÃOS?


Fonte: Portal Vital



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato