Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[06/06/2018]
Tratamento experimental curou câncer de mama em estágio avançado
O câncer, que já tinha se espalhado pelo corpo, foi derrotado pelas células da própria paciente – que foram colhidas, selecionadas, multiplicadas e reinjetadas
[04/06/2018]
Um em cada 4 adultos é sedentário, diz Organização Mundial da Saúde
OMS lança compromisso para diminuir falta de atividade física no mundo em 15% até 2030. Inatividade onera assistência em US$ 54 bilhões anuais, diz entidade.
[01/06/2018]
Cientistas produzem córnea humana usando impressora 3D
Trata-se apenas da demonstração da tecnologia, sem qualquer teste clínico ou em animais, mas com potencial para a produção indefinida de córneas
[25/05/2018]
Saiba qual a real gravidade do ebola e a chance do vírus chegar ao Brasil
Doença é altamente contagiosa sendo transmitida, inclusive, após a morte da pessoa infectada; República Democrática do Congo passa por epidemia

+ mais   


Cientistas podem ter descoberto vacina contra o câncer de mama


18/08/2015


Vacina seria utilizada quando não é possível tratar com quimioterapia, radioterapia ou cirurgia

Cientistas da Universidade de Nottingham Trent identificaram uma proteína que está presente em tumores no seu estágio inicial que, dentre outras funções, pode representar uma vacina contra o câncer.

Os pesquisadores entendem que podem descobrir se a pessoa terá um tratamento de sucesso contra o câncer usando a quimioterapia ou radioterapia ao analisar se uma proteína, denominada HAGE, está presente nos tumores. Se não estiver presente, eles acreditam que podem, com um procedimento simples, estimular a proteína a desenvolver anticorpos contra o câncer - vacinando os pacientes contra a doença.

A vacina seria especialmente benéfica para pessoas com o tipo triplo negativo de câncer de mama, que é o tipo mais difícil para tratar, com grande letalidade, e que atinge cerca de 12% do total de pessoas diagnosticadas com a doença.

Os cientistas acreditam que a vacina irá para a etapa de testes clínicos em dois anos, o que revolucionaria por completo o tratamento. Eles estão bastante otimistas com relação ao resultado e à possibilidade de diminuir os óbitos acarretados pelo câncer.
O que é o tipo triplo negativo de câncer de mama?

O triplo negativo, ou carcinoma inflamatório, raramente apresenta receptores hormonais, ou seja, não está ligado à fabricação de hormônios pelo organismo como a maior parte dos cânceres de mama. Ele é a forma mais agressiva da doença e também a mais rara. O carcinoma inflamatório se apresenta como uma inflamação na mama e frequentemente tem uma grande extensão. O câncer de mama do tipo inflamatório também começa nas glândulas que produzem leite. As chances dele se espalhar por outras partes do corpo e produzir metástases são grandes.


Fonte: Minha Vida



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato