Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[06/06/2018]
Tratamento experimental curou câncer de mama em estágio avançado
O câncer, que já tinha se espalhado pelo corpo, foi derrotado pelas células da própria paciente – que foram colhidas, selecionadas, multiplicadas e reinjetadas
[04/06/2018]
Um em cada 4 adultos é sedentário, diz Organização Mundial da Saúde
OMS lança compromisso para diminuir falta de atividade física no mundo em 15% até 2030. Inatividade onera assistência em US$ 54 bilhões anuais, diz entidade.
[01/06/2018]
Cientistas produzem córnea humana usando impressora 3D
Trata-se apenas da demonstração da tecnologia, sem qualquer teste clínico ou em animais, mas com potencial para a produção indefinida de córneas
[25/05/2018]
Saiba qual a real gravidade do ebola e a chance do vírus chegar ao Brasil
Doença é altamente contagiosa sendo transmitida, inclusive, após a morte da pessoa infectada; República Democrática do Congo passa por epidemia

+ mais   


Vacina contra HIV será testada em humanos pela primeira vez


15/10/2015


Desenvolvida ao longo dos últimos 15 anos por Robert Gallo, a vacina contra HIV está prestes a começar a ser testada em seres humanos nos Estados Unidos.

De acordo com informações do portal Science Alert, o ensaio clínico da primeira fase envolverá 60 voluntários e testará simplesmente a segurança e a resposta do sistema imunológico à vacina, por isso, não será possível saber, por um tempo, se ela é de fato mais eficaz do que as outras 100 ou mais vacinas contra a AIDS que já foram testadas no passado. Todos os procedimentos serão executados em colaboração com a Profectus BioSciences, uma empresa de biotecnologia ligada ao Instituto de Virologia Humana. Inúmeros testes com macacos foram realizados antes dessa fase com seres humanos e os resultados foram positivos. Se continuarmos usando apenas macacos, não iremos a lugar nenhum, afirmou Robert Gallo, que também descobriu em 1984 que era o vírus HIV que desencadeava a AIDS.

Hoje em dia, os tratamentos disponíveis usam antirretrovirais, que apenas ajudam a controlar a progressão da infecção por HIV, mas não conseguem eliminar o vírus do organismo. Por isso, os médicos acreditam que a melhor maneira de combater a doença é desenvolvendo uma vacina efetiva.


Fonte: MdeMulher



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato