Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[20/07/2018]
Sete casos de sarampo são confirmados no Estado
Todos os episódios têm ligação com a Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde foi registrado o primeiro caso da doença
[16/07/2018]
Doença sexualmente transmissível pouco conhecida se alastra e alarma médicos
Infecção bacteriana mycoplasma genitalium causa dores, secreções e, no caso das mulheres, pode levar à infertilidade
[06/06/2018]
Tratamento experimental curou câncer de mama em estágio avançado
O câncer, que já tinha se espalhado pelo corpo, foi derrotado pelas células da própria paciente – que foram colhidas, selecionadas, multiplicadas e reinjetadas
[04/06/2018]
Um em cada 4 adultos é sedentário, diz Organização Mundial da Saúde
OMS lança compromisso para diminuir falta de atividade física no mundo em 15% até 2030. Inatividade onera assistência em US$ 54 bilhões anuais, diz entidade.

+ mais   


4 maneiras de queimar calorias mais rápido


19/10/2015


Nosso desejo é apertar um botãozinho e pronto: adeus, calorias extras do bombom, do salgadinho, do refri... É, infelizmente não é bem assim.

Nosso peso é o resultado do que nos alimentamos. A conta é relativamente simples: são as calorias que ingerimos menos o que gastamos de energia. É como se fosse um carro. As calorias são o combustível que vamos gastar durante o caminho. Portanto, para perder peso, é preciso que a conta seja negativa, com o nosso corpo gastando mais calorias do que consume. Já quando o balanço energético é positivo a ingestão de calorias está superando o gasto, e aí, claro, acumulamos peso, na forma da temida gordura.

Só que além dessa continha, entra na equação o nosso metabolismo, resultado de todas as reações químicas e energéticas que acontecem no corpo para que ele execute as tarefas do dia a dia como respirar, controlar os batimentos cardíacos, correr, falar, dormir e andar. E tudo isso também tem gasto calórico envolvido.

Para simplificar, pense de novo no automóvel. O metabolismo é o motor do carro, que pode estar funcionando mais rápido, se o carro estiver em movimento, ou mais devagar, caso esteja estacionado.

Quando queremos perder peso um pouco mais rápido, além de reduzir o que estamos ingerindo - o ideal é que seja através da reeducação alimentar - e aumentar o gasto de energia, também devemos acelerar o metabolismo. Infelizmente não temos um botão mágico que faça nosso corpo trabalhar mais rápido, mas existem algums soluções que ajudam a queimar as calorias mais rápido:


• Construa Músculos

Os músculos são os maiores queimadores de calorias do nosso organismo. Enquanto 250 gramas de gordura gastam 2 kcal por dia para se manter, 250 gramas de músculo gastam 6. Logo, ao praticar exercícios de resistência - pilates ou musculação -, você estará acelerando naturalmente seu metabolismo.


• Evite dietas com grande restrição de calorias

Nosso corpo está sempre calculando a quantidade de calorias que consumimos e a que gastamos. Quando existe uma drástica redução da quantidade de calorias que entra, como nas dietas radicais, a chance do corpo começar a poupar seus gastos é muito grande. Com isso, ocorre o que chamamos de "metabolismo lento". Para reverter este processo mantenha o hábito de comer em intervalos (não necessariamente de 3 em 3 horas), mas a regularidade faz com que nosso corpo receba calorias de maneira equilibrada e com isso passe a gastá-las regularmente também.


• Consuma cafeína

Estudos sugerem que a 100 mg de cafeína - quantidade aproximada de uma xícara de café coado - pode acelerar o metabolismo em cerca de 3% em 24 horas. Mas cuidado para não exagerar na ingestão de cafeína, pois em excesso, perdemos o sono e sintomas como agitação, tremores e mal estar podem acontecer.


• Aposte no chá verde

Nos estudos sobre os efeitos dos alimentos termogênicos, os valores ainda variam muito, mas existem pesquisas sugerindo que o chá verde possa acelerar o metabolismo em torno de 4,6% em 24 horas. No entanto, o eixo comum a todos os estudos é atribuir a perda de peso à ação combinada entre atividade física, dieta e a ingestão de chá verde ou cafeína.


Fonte: MdeMulher



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato