Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[13/11/2018]
Aplicativo de celular identifica com precisão ataques cardíacos
Pesquisadores acreditam que aplicativo poderia ajudar pessoas em países sem acesso a exames como o eletrocardiograma tradicional.
[12/11/2018]
Exame de cinco minutos pode prever o risco de demência, diz estudo
Doença estaria associada a maior pulsação arterial, que desencadearia declínio cognitivo
[07/11/2018]
Inteligência artificial consegue prever Alzheimer anos antes do diagnóstico

[05/11/2018]
O inovador implante na medula que fez homem com paralisia voltar a andar
Cientistas da Suíça desenvolveram método que estimula impulsos em medula espinhal de pacientes.

+ mais   


Tempo muito quente pode favorecer a hipoglicemia?


12/11/2015


São várias as causas do problema, mas ele pode ser evitado com alguns cuidados

Para os pacientes diabéticos, manter a taxa de açúcar em níveis controlados é fundamental, tanto para evitar o aumento dos níveis de glicemia (hiperglicemia), quanto para prevenir que os níveis de açúcar se reduzam excessivamente: a hipoglicemia.

Por definição, a hipoglicemia é uma situação onde há pouca quantidade de glicose no sangue o que leva a uma série de sintomas como: tremores, sudorese, nervosismo, fraqueza, sonolência, fadiga, piora na coordenação e que podem se agravar, chegando até mesmo à perda de consciência e ao coma.


• Causas da hipoglicemia

Para o paciente diabético, a principal causa de hipoglicemia é o próprio tratamento. Isto acontece por alguns motivos:

Muitos diabéticos utilizam medicamentos que estimulam o pâncreas a fabricar mais insulina na tentativa de corrigir os níveis de açúcar na corrente sanguínea (como glibenclamida ou gliclazida, por exemplo). Estas medicações podem causar uma produção um pouco superior de insulina e com isso os níveis de açúcar na corrente sanguínea se reduzirem acima do necessário. Um simples ajuste de dose de medicamentos já é suficiente.

No entanto, existem casos em que as medicações estão na dose correta, seja medicações por via oral ou mesmo insulina injetável, e o paciente acaba pulando refeições ou se alimentando menos do que o necessário. Neste casos, os medicamentos irão agir reduzindo os níveis de glicemia, porém como o paciente não se alimentou, a hipoglicemia ocorrerá.

De forma semelhante acontece quando o paciente se exercita de forma intensa e aplica insulina ou toma medicamentos sem se alimentar para compensar - existe grande possibilidade da hipoglicemia ocorrer. Isto porque a dose de insulina que a pessoa irá aplicar depende sempre da quantidade de carboidrato ingerido no dia.

Existe ainda outra possibilidade, que é o erro na aplicação de insulina, ou seja, uma pessoa acaba injetando mais insulina do que o necessário e a hipoglicemia é a consequência, infelizmente.

Uma grande dúvida nas consultas é se condições do clima muito quente pode gerar quadros de hipoglicemia. O que se sabe é que a exposição solar durante longos períodos e climas muito quentes favorecem o quadro de desidratação. Se a pessoa permanecer por muito tempo sem se alimentar, há chances da hipoglicemia ocorrer de maneira associada ao quadro.

O recado e a lembrança são: os níveis de açúcar no sangue do paciente diabético devem estar sempre bem controlados. O excesso de açúcar causa problemas na retina, nos rins e aumenta o risco de problemas cardíacos, por exemplo. Já os níveis de açúcar abaixo do necessário causam a hipoglicemia e podem afetar o cérebro, causando convulsões e coma. O diabetes é uma doença que vai precisar de uma atenção redobrada por parte do paciente, mas com cuidados corretos, medicamentos nas doses ajustadas e alimentação controlada, a evolução tente a ser a melhor possível.


Fonte: Minha Vida



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato