Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[20/07/2018]
Sete casos de sarampo são confirmados no Estado
Todos os episódios têm ligação com a Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde foi registrado o primeiro caso da doença
[16/07/2018]
Doença sexualmente transmissível pouco conhecida se alastra e alarma médicos
Infecção bacteriana mycoplasma genitalium causa dores, secreções e, no caso das mulheres, pode levar à infertilidade
[06/06/2018]
Tratamento experimental curou câncer de mama em estágio avançado
O câncer, que já tinha se espalhado pelo corpo, foi derrotado pelas células da própria paciente – que foram colhidas, selecionadas, multiplicadas e reinjetadas
[04/06/2018]
Um em cada 4 adultos é sedentário, diz Organização Mundial da Saúde
OMS lança compromisso para diminuir falta de atividade física no mundo em 15% até 2030. Inatividade onera assistência em US$ 54 bilhões anuais, diz entidade.

+ mais   


Brasileira cria sensor que descobre câncer sem biópsia


05/01/2016


Já pensou que maravilha poder detectar um câncer antes mesmo de qualquer sintoma aparecer ou sem procedimentos invasivos? Sim, com esta descoberta tudo vai ficar mais fácil

Mais um avanço contra o câncer! A brasileira Priscila Monteiro Kosaka, doutora em Química e integrante do Instituto de Microeletrônica de Madri, desenvolveu um sensor ultrassensível que consegue diagnosticar a doença a partir de um exame de sangue. A técnica usada é chamada de bioreconhecimento, que também poderá ser utilizada para o diagnóstico de hepatite e Alzheimer. Ótima notícia, não?

De acordo com Kosaka, o sensor é importante porque consegue detectar a doença com uma amostra consideravelmente pequena, o que nenhum outro exame conseguia até então. Vale ressaltar que o dispositivo ainda está em fase de testes e possui uma taxa de erro de dois a cada 10 mil casos. E, segundo a cientista revelou ao site UOL, antes de chegar ao mercado, é preciso baixar o seu custo. Mas a previsão é de que isso aconteça dentro de dez anos. A ideia é que o dispositivo seja utilizado nos exames de rotina, dispensando assim o procedimento da biópsia.


Fonte: MdeMulher



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato